terça-feira, 7 de dezembro de 2010

ESTUDANTE NÃO É SARDINHA!

A minha dor também é, também, a dor de muitos outros passageiros (estudantes, idosos e deficientes) que utilizam os ônibus da empresa Andorinha (linhas 746 e/ou 745).
Todos os dias eu tenho que pegar esse ônibus, tanto na ida quanto na volta. Os motoristas dessa empresa são instruídos a não permitir a passagem de estudantes, idosos e deficientes pela roleta. Por isso, temos de ficar nas ÚNICAS TRÊS vagas que nos são cedidas. A situação é pior na volta, no ponto final em Cascadura, pois na hora em que chego lá, por volta de 17h50min, têm muitos alunos voltando para casa. Além de muitas pessoas que põem o uniforme de colégios públicos para não pagarem passagem. Isso é muito desagradável, pois por duas vezes tive que ficar na fila por mais de uma hora, esperando pelo ônibus.
Acho que a solução para isso seria a retirada destes lugares na frente.


Thayanne Aquila Santos de Lima

5 comentários:

  1. É realmente incrível a consideração que a empresa de ônibus citada tem com os passageiros. Não há nenhuma lei que impeça o trajeto das pessoas atrás da roleta e eles continuam proibindo a passagem. Além de ser incômodo para as pessoas que entram no ônibus e tem de se espremer entre estudantes e idosos que não puderam passar, os passageiros antes da roleta ficam o percurso inteiro em pé. O uso ou não de transporte gratuito que é concedido a essas pessoas não justifica o fato deles passarem por essa situação. Não importa a circunstância que passagem é concedida, todos têm direitos iguais.

    Patricia de Oliveira Barbosa

    ResponderExcluir
  2. Isso é um absurdo, porque por mais que diretamente não paguemos passagem, o dinheiro dos impostos pagos por nossos pais vão para o nosso Riocard. Concordamos com a Thayanne, acerca da solução que seria a retirada desses lugares na frente do ônibus. Achamos que deveria haver um aumento na quantidade de lugares preferenciais para IDOSOS e DEFICIENTES.

    Alunos: Mariani Macedo nº21
    Ygor Luiz Almeida de Tenório nº33
    Turma: 1001

    ResponderExcluir
  3. Realmente, é uma situação muito triste, e que se deve graças à empresa Andorinha, que muitos dizem não ser confiável.
    Uma pena que a empresa determinou que os estudantes, idosos ou deficientes não poderiam passar pela roleta, e teriam que ficar nos lugares da frente. Só que é lei: essas pessoas têm PASSE LIVRE para entrar no ônibus e passar pela roleta.
    Não é só você que sofre, Thayanne. É você e mais uns milhares...


    Flávio Cruz nº: 9
    Raphael Acosta nº: 24
    Vitor Martins nº: 29

    ResponderExcluir
  4. Acho que as empresas tinham que ter mais atenção com os seus passageiros, pois acho isso uma falta de respeito ter apenas três lugares para pessoas idosas e com necessidades especiais, pois acho, que sem os passageiros não haveria empresas de ônibus.

    Daniel Oliveira
    Guilerme Paixão

    ResponderExcluir
  5. É eu sei que hoje em dia as pessoas estão saindo na mesma hora, e até chamam de hora do rush, que é a hora que todos saem do trabalho ou da escola. Por causa disso, os ônibus nesse horário que ela disse estão tão cheio. E o problema de pessoas colocarem o uniforme do município para entrarem no ônibus de graça é uma sacanagem. Mas uma coisa que eu discordo é tirar a cadeira da frente porque aquelas cadeiras são reservadas para os idosos e não para os estudantes.

    Daniel dos Santos Neves

    ResponderExcluir